Olá

Bem vindo ao Coisas da Alma!

Despretensiosamente levando um pouco de espiritualidade ao mundo!

Conheça o http://aalmadascoisas-annapon.blogspot.com/, blog parceiro do Coisas da Alma.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Depoimento de Luiz Roberto Mattos sobre ataque espiritual



Ataque espiritual sutil em minha casa




Escrito por Luiz Roberto Mattos
09-Jun-2011
Fonte Revista Cristã de Espiritismo

Há pouco tempo atrás, coisa de no máximo dois meses, estava deitado na minha cama, com minha esposa, de noite, quando de repente ela disse que estava com seu lado direito do corpo todo paralisado. Como isso já havia acontecido antes muitas vezes, sabia que havia aproximação espiritual que não era boa, pois ela é médium de psicofonia (incorporação) inconsciente.
Disse que iria aplicar-lhe um passe, e então me levantei e dei a volta na cama, e apliquei o passe, estando ela deitada mesmo. Terminado o passe, voltei para o meu lado da cama e me deitei, de barriga para cima.

Rapidamente saí do corpo, sem estar pensando nisso, e sem planejar, me levantei, percebendo de imediato que do lado da cama, meu lado esquerdo, havia um arquivo do tipo daqueles antigos, de ferro, com gavetões imensos e pesados, e havia um homem moreno e de cabeça raspada deitado em cima do arquivo, de frente para mim, sorridente...

Num gesto rápido e instintivo, sem pensar no que iria fazer, levei minha mão direita até a testa do homem e grudei minha mão nele. Colei mesmo. E rapidamente, quase de modo imperceptível para mim, ele já estava fora do lugar onde estava antes, colocando-se cerca de dois metros ao lado, ainda em meu quarto. Não percebi o movimento, apenas percebi que ele já havia mudado de lugar, como no filme Jump...

Da mesma forma, muito rapidamente mudei também de lugar e novamente colei minha mão direita na testa dele, e então ele disse: “Já estou indo embora...”, e saiu voando rapidamente pela parede do meu quarto, indo em direção à sala, e ainda pude ver um quadro na sala, através da parede.
Voltei ao corpo e vi que minha esposa estava dormindo, e estava bem.

Não entendi ao voltar para o corpo porque havia colocado minha mão na cabeça daquele estranho, e porque ele fugiu, bem como o que queria...estava sorrindo...parecia amigável...mas só na aparência...
Poucos dias depois, conversando com um espírito amigo, incorporado em uma médium, na casa onde trabalho, contei a ele minha experiência e procurei saber a opinião dele a respeito do ocorrido.
Meu amigo me disse que aquele homem, que tinha uma aparência de egípcio, ou de yogue, estatura mediana, mais baixo que eu, moreno, de cabeça raspada e trajando apenas um pano amarrado na cintura, sem camisa, era um integrante de uma organização espiritual chefiada por velho conhecido nosso, antigo sacerdote egípcio, que trabalha contra nós há muito tempo. Esse chefe enviou um de seus assessores para tentar me atrair para um local que ele dizia ser um lugar sagrado, de meditação, e lá talvez estivesse pronta uma armadilha para mim...

Como tudo começou com a paralisação de minha esposa, internamente eu sabia que ali não havia gente do bem...e por isso automaticamente e instintivamente me defendi, sabendo, interiormente, que se tratava na verdade de um ataque, muito sutil, sem violência alguma, o que causa o engano mais fácil...apesar de tudo parecer uma visita, podendo ser confundido o homem com um guru indiano ou sacerdote egípcio...como as aparências enganam...tanto aqui nesta dimensão quanto nas outras...
Meu amigo desencarnado disse que ao colocar minha mão na cabeça do espírito presente no meu quarto eu dominei a mente dele...ele tentou escapar, mudando de posição, para se livrar de minha mão, mas eu novamente e rapidamente colei a mão na cabeça dele, e então ele viu que não funcionou a estratégia utilizada, e rapidamente bateu em retirada, para fugir ao meu domínio...
Não se tratava de um espírito qualquer, sem qualquer preparo...era o braço direito de um mago negro que tem bastante poder...mas ele não me pegou desprevenido...estava bem interiormente, equilibrado, e só pensei em proteger minha esposa...para proteger minha família e meus amigos verdadeiros eu enfrento até o Diabo...

Importante colocar aqui, para os leitores, a relevância de se estar sempre preparado, sempre pronto para esses ataques...e eles acontecem mesmo...não temos apenas amigos desencarnados...temos desafetos do passado, e eles vêm nos cobrar o tempo todo...

É preciso orar antes de dormir...e estar vigilante...fortalecer a alma, a mente, o corpo...não se enganar com aparências...assim como há falsos gurus encarnados, enganando milhares e milhares de pessoas de boa-fé, também no mundo espiritual há muitos deles...e enganam mesmo...e como...cuidado para não cair nas mãos de um falso guru desencarnado...a vaidade e o orgulho, a falta de estudo...a ambição de poder...e tantas outras coisas atraem esses gurus, magos, sacerdotes, todos pseudo-sábios...gente má, perversa, sempre pronta a nos desviar do bom caminho...procuro seguir os ensinamentos de Jesus, que acho muito seguro...para mim, a moral dele é a mais perfeita...e só nos leva para cima...com segurança...

Quem não deve não teme...viva com honestidade e moderação, fazendo apenas o bem, e peça sempre proteção aos seres de luz antes de se aventurar no mundo desconhecido...em outras dimensões da vida...nos universos paralelos...seja verdadeiro em todos os mundos por onde andar...
Muita paz!

Luiz Roberto Mattos







segunda-feira, 13 de junho de 2011

Oração das Meninas

Olá amigos!
Prá voces mais uma terna psicografia de nosso querido Chico Xavier!
Com carinho,
Annapon


View more presentations or Upload your own.

domingo, 12 de junho de 2011

O Alabê de Jerusalém -Peça Ópera de Altay Veloso-

Olá amigos!
Compartilho essa maravilha de canção e obra. Fala de nossa religiosidade, da sabedoria milenar de nossos amados e queridos pretos velhos de Umbanda, fala de arte, amor, fé! É lindo! Espero que gostem e que reflitam sobre as palavras sábias dessa entidade de Luz! Pesquisem mais sobre essa obra prima no You Tube, não vão se arrepender pois vários de nossos melhores artistas atuam nessa obra grandiosa em espiritualidade e beleza!
Prá voces, com todo o meu carinho,
Annapon


sexta-feira, 10 de junho de 2011

Santo Antonio e a Umbanda



HISTÓRIA


Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua (nasceu na capital portuguesa; passou seus últimos dias na cidade italiana), chamava-se Fernando, antes de ingressar na Ordem dos Franciscanos, em Coimbra.

Por conta da doutrina adquirida e propagada como frade menor, é o santo defensor dos pobres. Também era evocado para achar coisas perdidas, tal como São Longuinho. No dia que lhe é consagrado, 13 de Junho, distribui-se o pãozinho que deve ser guardado numa lata de mantimentos, como 'amuleto' de garantia que não falte comida durante o ano. Os lírios brancos que acompanham sua imagem indicam a pureza e os sentimentos nobres.

A escolha de Santo Antônio como padroeiro dos namorados deve-se a uma narrativa sobre o santo português; este durante o tempo em que esteve em França, dirigiu-se a um povoado onde casar era considerado um pecado. No local, o santo pregou sobre a importância da formação das famílias, vindo daí tradição que o tornou popular como santo casamenteiro.

Aqui no Brasil, institui-se 12 de Junho como dia (comercial) dos enamorados em 1949, quando o técnico de publicidade João Dória - trabalhando para a Agência Standard Propaganda - encetou uma campanha para melhorar as vendas da extinta loja Clipper no decorrer de Junho - um mês bastante fraco para o comércio - lançando o slogan "Não é só de beijos que se prova o amor". O êxito foi imediato, tendo a Standard ganho o título de agência do ano. A idéia estava lançada, com o apoio da Confederação de Comércio de São Paulo e o júbilo de todos os comerciantes.

UMBANDA – SINCRETISMO: OGUM x EXU

Na tradição católica, de acordo com historiadores, Santo Antônio foi assentado como praça da Infantaria portuguesa por ter intercedido no ‘milagre’ da vitória sobre as forças espanholas e francesas, chegando à patente de Tenente-Coronel.

No Brasil, ‘auxiliou’ nas lutas contra o Quilombo dos Palmares (pela Capitania de Pernambuco) e a esquadra de corsários franceses de Duclerc (na Capitania do Rio de Janeiro), ficando no posto de Tenente-Coronel até a Proclamação da República, quando teve seu soldo abolido pelo Marechal Hermes da Fonseca.

Sendo identificado como padroeiro de incursões militares e batalhas, o santo frade acabou sincretizado com o orixá Ogum na Bahia, por exemplo.

À época da escravidão, os negros eram forçados a abjurar suas crenças por imposição da Igreja Católica Apostólica Romana, sendo também obrigados a adotarem para si nomes de santos, como Antônio, Benedito, José, João, Pedro etc. Na Umbanda, Santo Antônio é visto como um padrinho destes espíritos de escravos africanos, os pretos velhos, nomeando entidades desta falange.

Pode-se conjecturar uma ligação (mas não o sincretismo) de Santo Antônio com Exu porque o matrimônio sela um compromisso de continuidade dos homens (pela família). Exu é o movimento, a dinâmica da vida, promovendo a interação entre Criador e criaturas (comunicação) e a perpetuação dos seres (reprodução). O símbolo deste Orixá é o falo - órgão sexual masculino -, representando a fertilidade. Suas características controversas – provocador, brincalhão, astuto, sensual – o associaram à figura bíblica de Satanás. Por ferir a moral cristã, a Umbanda não o aculturou como divindade; cultua apenas espíritos homônimos de características análogas – os exus e pombogiras, devoltando-lhes homenagens em dia 13/6. Para os yorubá, etnia da qual herdamos a cultura dos Orixás, não existe conceito de pecado, nem divindade que seja a antítese de Deus (para eles, Olodumare).

(FONTE: considerações da administração do blog)
.
.
[Image]CONSELHOS DE UM VELHO APAIXONADO

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Algo do céu te mandou um presente divino: O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais. Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR !!!

(Carlos Drummond de Andrade)
"Amar não é desejar. É compreender sempre, dar de si mesmo, renunciar aos próprios caprichos e sacrificar-se para que a luz divina do verdadeiro amor resplandeça." (André Luiz)
"As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveria viagens, nem aventuras, nem novas descobertas..." (Voltaire)
Texto extraído do blog Grupo Umbandista Fé, Esperança e Caridade

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Breve História do dia dos Namorados

Historia do dia dos namorados no Brasil

O padre Valentim lutou contra as ordens do imperador Cláudio II, que havia proibido ocasamento durante as guerras acreditando que os solteiros eram melhores combatentes.
Além de continuar celebrando casamentos, ele casou-se secretamente, apesar da proibição do imperador. Tendo se recusado a renunciar ao Cristianismo, Valentim foi condenado à morte. Enquanto aguardava na prisão o cumprimento da sua sentença, ele se apaixonou pela filha cega de um carcereiro e, milagrosamente, devolveu-lhe a visão.
Antes de partir, Valentim escreveu uma mensagem de adeus para ela, na qual assinava como “Seu Namorado”.
Considerado mártir pela Igreja Católica, a data de sua morte - 14 de fevereiro - também marca a véspera de lupercais, festas anuais celebradas na Roma antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pã (deus da natureza). Um dos rituais desse festival era a passeata da fertilidade, em que os sacerdotes caminhavam pela cidade batendo em todas as mulheres com correias de couro de cabra para assegurar a fecundidade.
Outra versão diz que no século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar o Dia de São Valentim como a união do Dia dos Namorados. A data foi adotada um século depois nos Estados Unidos, tornando-se o Valantine´s Day. E na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados da Idade Média usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor na soleira da porta da amada.

A história do dia nos namorados no Brasil

No Brasil, é comemorado em 12 de junho apartir de 1949, quando o publicitário João Dória trouxe a idéia do exterior e a apresentou aos comerciantes. Como junho é um mês de vendas baixas, eles decidiram comemorar a data nesse mês e ainda escolheram a véspera de Santo Antônio, o santo casamenteiro como o Dia dos Namorados.

Texto extraído do site Esoterikha.com

quarta-feira, 8 de junho de 2011

sábado, 4 de junho de 2011

A Aura Humana









(do lat. aura – brisa, sopro)


Considerando-se toda célula em ação por unidade viva, qual motor microscópico, em conexão com a usina mental, é claramente compreensível que todas as agregações celulares emitam radiações e que essas radiações se articulem, através de sinergias funcionais, a se constituírem de recursos que podemos nomear por ‘tecidos de força”, em torno dos corpos que as exteriorizam.


Todos os seres vivos, por isso, dos mais rudimentares aos mais complexos se revestem de um “halo energético” que lhes corresponde à natureza.


No homem, contudo, semelhante projeção surge profundamente enriquecida e modificada pelos fatores do pensamento_contínuo que, em se ajustando às emanações do campo celular, lhe modelam, em derredor da personalidade, o conhecido corpo vital ou duplo etéreo de algumas escolas espiritualistas, duplicata mais ou menos radiante da criatura.


Nas reentrâncias e ligações sutis dessa túnica eletromagnética de que o homem se entraja, circula o pensamento, colorindo-a com as vibrações e imagens de que se constitui, ai exibindo, em primeira mão, as solicitações e os quadros que improvisa, antes de irradiá-los no rumo dos objetos e das metas que demanda.


Ai temos, nessa conjugação de forças físico-químicas e mentais, a aura humana, peculiar a cada indivíduo, interpenetrando-o, ao mesmo tempo que parece emergir dele, à maneira de campo ovóide, não obstante a feição irregular em que se configura, valendo por espelho sensível em que todos os estados da alma se estampam com sinais característicos e em que todas as idéias se evidenciam, plasmando telas vivas, quando perduram em vigor e semelhança como no cinematógrafo comum.


(Ver: Capacidade refletora do Perispírito)


Fotosfera_psíquica, entretecida em elementos dinâmicos, atende à cromática variada, segundo a onda mental que emitimos, retratando-nos todos os pensamentos em cores e imagens que nos respondem aos objetivos e escolhas, enobrecedores ou deprimentes.


[56 - página 127] - André Luiz




RESUMO


Todas as agregações celulares emitem radiações eletromagnética.


Todos os seres vivos se revestem de uma aura (“halo energético”) peculiar a cada indivíduo.


Através de sinergias funcionais das células, são constituídos ‘tecidos de força” em torno dos corpos.


Aura humana é enriquecida e modificada pelos fatores do pensamento contínuo que modelam o corpo vital ou duplo etéreo.


Duplo etéreo ou corpo vital: duplicata mais ou menos radiante da criatura.


A fotosfera psíquica atende à cromática variada, segundo a onda mental que emitimos.


Aura humana: conjugação de forças físico-químicas e mentais.



Aura [do latim aura] - Emanação fluídica do corpo humano e dos demais corpos.


A aura é uma radiação que cobre todo o corpo físico, através dele são evidenciadas as emanações da parte física, mental e emocional.


É o espelho que mostra toda nossa situação espiritual.


Quando uma pessoa está tomada de raiva, seu aura mostra emanações curtas e avermelhadas. Quando nos tomamos pelo ciúme ele adquire uma coloração roxa. Quando nossos sentimentos são puros, desprovidos de qualquer paixão carnal, ele toma uma coloração azul e se torna amplo com grande faixa de irradiação.


Ele é dividido em três zonas distintas.:


1)Aura Magnético (emanações do magnetismo das células do corpo físico);


2)Radiação das Emoções do Perispírito ou Corpo Emocional;


3)Radiações do Corpo Mental.


Hoje, com o desenvolvimento das máquinas Kirlian de fotografia do aura, foi conseguida uma prova material aos ainda céticos.






http://www.terraespiritual.org/espiritismo/vocabulario.html




A aura é, portanto, a nossa plataforma onipresente em toda comunicação com as rotas alheias, antecâmara do Espírito, em todas as nossas atividades de intercâmbio com a vida que nos rodeia, através da qual ...


somos vistos e examinados pelas Inteligências Superiores,


sentidos e reconhecidos pelos nossos afins,


e temidos e hostilizados ou amados e auxiliados pelos irmãos que caminham em posição inferior à nossa.


Isso porque exteriorizamos, de maneira invariável, o reflexo de nós mesmos, nos contatos de pensamento a pensamento, sem necessidade das palavras para as simpatias_ou_repulsões fundamentais.


É por essa couraça vibratória, espécie de carapaça fluídica, em que cada consciência constrói o seu ninho ideal, que começaram todos os serviços da mediunidade na Terra, considerando-se a mediunidade como atributo do homem encarnado para corresponder-se com os homens liberados do corpo físico...






[56 - página 128] - André Luiz - Uberaba-MG, 26/3/58






Para a percepção, registro e análise do campo magnético da aura, diversos métodos têm sido aplicados:


Método Químico (ex.:Efluviografia);


Método Eletrônico (ex.:Kirliangrafia);


Método Anímico-Mediúnico (ex.:vidência - incorporação mediúnica - Psicometria )


e Método de técnicas associadas.


Semyon Davidovich Kirlian e Haroldo Saxton Burr - professor emérito de Anatomia, da Escola de Medicina da Universidade de Yale -, descobriram que doenças como o câncer provocam significativas alterações nos campos eletromagnéticos dos organismos vivos.


[1 - páginas 190 / 220] [1 - página 29]





A aura humana mostra dinamicamente, a cada instante, diferentes variações cromáticas, refletindo os diversos estados psicofísicos do homem (sua posição intelectual, suas emoções, sua saúde física, seus temores e angústias, suas alegrias e inclinações amorosas, enfim, sua inteira realidade evolutiva)






[1 - página 217]




Através da aura, todo Espírito, torna-se transparente, em matéria de identidade, aos Espíritos que lhe são superiores, que sabem da intimidade das menos adiantadas.






[1 - página 218]





Nosso corpo espiritual, em qualquer parte, refletirá luz ou a treva, o céu ou o inferno que trazemos em nós mesmos.






Emmanuel (Roteiro) [55 - página 22]




Cada criatura com os sentimentos que lhe caracterizam a vida íntima emite raios específicos e vive na onda espiritual com que se identifica.






Emmanuel - (Nos Domínios da Mediunidade) [28a - página 11 ]






Os cientistas concluíram que a bioluminescência visível nas fotografias de Kirlian "é causada pelo bioplasma e não pelo estado elétrico do organismo." O que leva a conjeturar que se a aura registrável por meio da Kirliangrafia pode ser semelhante ao chamado efeito corona (campo eletromagnético apresentado por todo corpo que contenha energia - visível, às vezes, e até fotografável - e entendido como produto de radiações puramente físicas) esse efeito não seria, todavia, produzido só pela energia do corpo biológico em si, mas, principalmente - como evidenciam as experiências com estruturas vivas, tiradas algumas de suas partes -, pelo dinamismo ínsito aduplo_etérico, também de natureza física, sustentado, naturalmente, pelas forças fundamentais do perispírito (ou da protoestrutura psicossômica, nos reinos infra-hominais), o que representa, em si, sem dúvida, tema fascinante e desafiador, decisivo que é para o conhecimento dos princípios essenciais que regem a Vida.


[1 - página 180]





Haveis de convir conosco que existem fenômenos físicos, transcendentes em demasia, para que possamos examiná-los devidamente, na pauta exígua dos vossos conhecimentos atuais.


Todavia, em se tratando de vibrações emitidas pelo Espírito encarnado, somos compelidos a reconhecer que essas vibrações ficam perenemente gravadas na memória de cada um; e a memória é uma chapa fotográfica, onde as imagens jamais se confundem. Bastará a manifestação da lembrança, para serem levadas a efeito todas as ponderações, mais tarde, no capitulo das expressões do mal e do bem.



[41a - página 81] - Emmanuel - 1940


Aura humana











LINKs:


http://www.espiritualismo.hostmach.com.br/aura1.htm

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Seguidores