Olá

Bem vindo ao Coisas da Alma!

Despretensiosamente levando um pouco de espiritualidade ao mundo!

Conheça o http://aalmadascoisas-annapon.blogspot.com/, blog parceiro do Coisas da Alma.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Quando eu ficar velho...

qdo. eu ficar velho é uma importante mensagem com comentário do escritor Rubem Alves!
Apreciem sem moderação!
Annapon


View more presentations or Upload your own.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Sai Baba

O AVATAR DA NOVA ERA
Bhagavan Sri Sathya Sai Baba nasceu em 23 de novembro de 1926 em Puttaparti, uma pequena aldeia do Sul da Índia. Desde pequeno, demonstrou extraordinárias qualidades e aptidões que claramente o destinguiam das demais crianças. Era extremamente prestativo e generoso para com todos; trabalhava desinteressadamente e, muitas vezes, levava mendigos para comer em sua casa. Seus companheiros o chamavam de Guru (Mestre), porque os dirigia em cânticos devocionais, antes de entrarem na escola, e os fascinava e divertia, tirando doces e brinquedos de uma bolsa vazia. Sua sabedoria e compaixão tinham o poder de produzir profundas mudanças de caráter e de comportamento naqueles que o seguiam.

Por volta dos 14 anos, após ser picado por um escorpião e ter ficado desacordado por vinte e quatro horas, acordou e comunicou a seus familiares e seguidores que na sua vida anterior havia sido o grande santo e avatar Shirdi Sai Baba (um dos maiores santos da Índia no final do século XIX e início do XX). No entanto, os familiares e amigos que estavam presentes não acreditaram nele. Então, o menino apanhou um vaso de flores e o jogou ao chão. Pedaços do vaso voaram por toda parte, e quando as flores caíram formaram as palavras "Shirdi Sai Baba".
Em seu leito de morte, Shirdi Sai Baba havia dito a seus devotos que renasceria oito anos após sua morte, numa determinada vila no Sul da Índia. Oito anos depois nasceu Sai Baba, cumprindo a profecia. O menino disse aos seus familiares que que desde esse momento seria conhecido como Sathya Sai Baba. O nome Sathya significa, em sânscrito, "Verdade" e Sai Baba significa "Pai e Mãe Divinos".
Aos 14 anos, no dia 26 de outubro de 1940, deixou a escola e comunicou a seus familiares que não mais residiria com eles, pois seus devotos o chamavam. Disse ainda que sua missão era promover a regeneração espiritual da humanidade, demonstrando e ensinando os mais elevados princípios, como a Verdade, a Retidão, a Paz, o Amor e a Não-Violência. Dez anos mais tarde, o número de seus seguidores havia crescido de tal maneira, que foi necessário construir um Ashram (local onde reside um Mestre com seus discípulos e onde se realizam práticas espirituais). Esse Ashram é conhecido como Prashanti Nilayam.
Em 23 de novembro de 1950, inaugurou-se o "Ashram" que seus seguidores contruíram perto de seu povoado natal. É conhecido como Prashanti Nilayam (A Morada da Paz Suprema) e com o passar dos anos se converteu em lugar de reunião de milhões de pessoas procedentes de todo o mundo, que buscam a elevação espiritual. Sathya Sai Baba habitualmente se mistura com seus devotos, orientando-os, consolando-os e incentivando-os em suas vidas, problemas e aspirações.
Sai Baba disse que sua vinda é uma encarnação tríplice de Avatar. Em sua vida passada, ele foi Shirdi Sai Baba. Nesta vida é Sathya Sai Baba. Ele encarnará mais uma vez como Prema Sai Baba. Sai Baba diz que viverá até os noventa e seis anos (na Índia o ano do nascimento é contado como o primeiro ano). Aos noventa e seis anos, ele passará para o mundo do espírito; oito anos depois, encarnará novamente como Prema Sai Baba. Ele chegou a materializar para um devoto um anel em que ele aparece em sua futura encarnação como Prema Sai Baba.
Seus poderes sem limites transcendem a experiência mundana e científica, por isso Sathya Sai Baba está além da compreensão humana. Na tradição antiga da Índia, tem uma palavra para descrevê-lo: "AVATAR", que significa "uma manifestação direta da Graça Divina" ou "Encarnação de Deus na Terra".
Sai Baba tem demonstrado, em diversas ocasiões, que possui os atributos divinos pelos quais se conhece um AVATAR: Onipresença, Onisciência e Onipotência. Tem, ainda, realizado milagres semelhantes aos de Jesus Cristo, demostrando estar além do tempo e do espaço e ter o domínio dos elementos e das leis naturais. Realiza curas e materializa objetos, como anéis, rosários, vibhuti (cinza sagrada) e outros, de acordo com a Sua vontade. Porém, seu maior milagre é a transformação interior das pessoas que a Ele recorrem com dúvidas, anseios ou problemas e regressam a seus lares com amor no coração e a resolução de levar uma vida mais elevada e espiritual. Ele diz:
"Meus milagres são meus cartões de apresentação. Dou às pessoas o que elas desejam, para que, mais tarde, me dêem o que Eu desejo: seu amor por Deus".
As pessoas, muitas vezes, perguntam: "Que religião pratica Baba? Ele estabeleceu uma nova religião? As respostas podem ser encontradas nas próprias palavras de Sai Baba:
"Não vim para falar em favor de nenhuma religião em particular. Vim para falar-lhes desta fé unitária em Deus, cuja VERDADE é UNA. Todas as crenças derivam ou são facetas dessa VERDADE."
"Todas as religiões são Minhas. Vocês não precisam mudar de religião. Continuem com seus próprios modos e práticas de adoração e, assim, se aproximarão cada vez mais de Mim".
A missão de Sai Baba não inclui a criação de uma nova religião, seita ou culto; pretende estimular e motivar o indivíduo na busca da Auto-Realização. As pessoas que têm suas próprias crenças devem se aprofundar nelas, sem se perturbarem, procurando realizar Deus em si mesmas. O caráter universal de sua missão está representado no SARVA DHARMA, o emblema da flor de lótus, com suas várias pétalas, que, simbolicamente, engloba todas as credos religiosos e também pode significar a reunião dos cinco valores humanos principais que são: Verdade, Retidão, Paz, Amor e Não-Violência, que fazem parte da natureza interna do homem, segundo Sai Baba, e que refletem a essência dos ensinamentos de todas as religiões.
Sai Baba veio para realizar a suprema tarefa de unir toda a Humanidade em uma só família por meio do vínculo do amor e da fraternidade e instruir a todos para que reconheçam a Divindade inerente em cada ser. Sai Baba diz:
"Vim porque os homens bons do mundo, o sábio, o santo, o aspirante espiritual, o guru e o piedoso clamavam por Mim. Regozigem-se os puros e os justos".
Sai Baba veio resgatar os valores humanos que esta civilização perdeu: a Verdade, a Retidão, a Paz, o Amor e a Não-Violência. Esses cinco valores contêm a essência da vida e são os pilares da mensagem de Sai Baba. Deles derivam todos os outros valores, sendo o Amor a base e a raiz de tudo.
"Pensar o Amor é Verdade. Praticar o Amor é Retidão. Sentir o Amor é Paz. Compreender o Amor é Não-Violência".
A fim de semear estes ensinamentos entre os jovens, Sai Baba criou um Programa de Educação em Valores Humanos, aplicado em escolas com milhares de alunos, em todo o mundo. Toda a sua prática está orientada para o desenvolvimento total e integral da personalidade do estudante, o fortalecimento de seu caráter e a sua auto-realização.
Os ensinamentos de Sai Baba ressaltam a importância do serviço desinteressado para o desabrochar da Divindade no homem. Baba diz:
"O serviço ao próximo é serviço a Deus. Quando vocês servem ao próximo, estão servindo a si mesmos, porque todos são Um. O serviço é o melhor modo de se encontrar a verdadeira felicidade na vida. Mas o desejo de servir deve surgir do coração, o fluir do Amor de Deus ali retido, sempre esperando para se expressar".
Sua inspiração e orientação tem proporcionado a formação de mihares de Centros Sai em todo o mundo, tem fundado colégios e escolas técnicas, centro de educação em valores humanos, universidades e hospitais.
O que é um Centro Sai?
Um Centro Sai é um lugar onde se reunem pessoas devotas de Deus, onde se cantam louvores e se estudam os ensinamentos espirituais de Sai Baba ou das principais Escrituras de todas as religiões.
Neles se deve prestar ajuda ao desvalido, ao enfermo, ao aflito, ao ignorante e ao necessitado, sem desejo algum de recompensa. Sai Baba diz:
"Os Centros não devem servir de foro para dar publicidade ao meu nome, nem para fundar um novo culto, baseado na minha adoração. O que se deve procurar nos Centros é suscitar o interesse pela oração, pela meditação e outras práticas espirituais, que conduzam o homem a Deus. Neles deve-se manifestar a alegria que provém do cantar e lembrar o Nome do Senhor, a paz que alguém pode experimentar quando o Bem o rodeia".
Os membros dos Centros Sai acham-se unidos, trabalhando na transformação que deve realizar-se no nível humano e por meios humanos. Com este fim, Sai Baba tem traçado um programa de grande alcance: serviço altruístico em favor do próximo, círculos de estudos, meditação, educação em valores humanos, etc. Seus membros provêm de todas as classes sociais e de diversos credos e culturas.
O que precisa para ser um membro ativo em um Centro Sai?
Unicamente um desejo intenso por descobrir a Própria identidade, a Paz Suprema, a Realidade Última.
Código de Conduta:
O primeiro propósito de um Centro Sai é o de estimular em seus membros o desejo de seguir o caminho espiritual que prescreve sua própria religião, até chegar a alcançar seus objetivos, necessitando para isso a realização de atividades de serviço que apoiem e promovam os grandes valores humanos. Com este fim, Sai Baba prescreveu um Código de Conduta para os membros de todos os seus Centros. Consta de nove pontos, a saber:
1) Dedicar-se à prática da meditação e oração diárias.
2) Realizar uma vez por semana uma reunião de Cantos Devocionais com os membros da família.
3) Os membros que tenham filhos deverão levá-los a participar dos programas educacionais dos Centros Sai.
4) Comparecer, pelo menos uma vez ao mês, às reuniões de Cantos Devocionais organizadas pelo Centro ou Grupo Sai.
5) Participar do trabalho de Serviço à comunidade e/ou dos programas da Organização Sri Sathya Sai.
6) Realizar estudo regular da literatura Sai.
7) Colocar em prática o programa "Limite aos Desejos" e utilizar as economias geradas para o serviço à humanidade.
8) Falar suave e amorosamente com todos.
9) Não falar mal dos outros, principalmente em sua ausência.
Para ser membro ativo ou voluntário de um Centro Sai não se cobra quota alguma de inscrição ou mensalidade, nem tão pouco se paga por nenhuma das atividades que se realizam no Centro.
Os Dez Princípios
Como um chamado para melhor entendimento e tolerância, animando os membros dos Centros Sai a servirem como exemplo, Baba anunciou Dez Princípios que formam a base para a "Integração Mundial da Humanidade". Esses princípios, que todos devem seguir, são os seguintes:
1) Amem e sirvam à sua Pátria. Não firam nem odeiam a pátria dos outros.
2) Respeitem todas as religiões com igualdade.
3) Reconheçam a fraternidade entre os homens. Tratem a todos como seus irmãos. Amem a Todos.
4) Mantenham seus lares e seus arredores limpos. Isto promove a saúde e a auto-estima.
5) Pratiquem a caridade, mas não alimentem a mendicância, dando dinheiro aos mendigos. Dêem-lhes alimentos, roupa, proteção e ajudem-nos a ajudarem a si mesmos (não estimulem a preguiça).
6) Não tentem a outros, subornando-os, nem se rebaixem aceitando suborno (nunca dêem lugar à corrupção).
7) Não estimulem o ciúme e a inveja. Tratem a todos da mesma maneira, sem levar em conta distinções sociais, de raça ou de religião.
8) Não dependam de outros para suas próprias necessidades pessoais; sejam seus próprios servidores, antes de se proporem a servir os outros.
9) Observem as leis de seu País; sejam cidadãos exemplares.
10) Cultivem o amor por Deus; afastem-se do pecado.
Em relação aos princípios anteriores, todos os membros dos Centros Sai Baba deverão ser um exemplo para os demais, guiando-se por eles e aderindo aos cinco valores humanos básicos: Verdade, Retidão, Paz, Amor e não-violência.
Como comunicarmo-nos com Sai Baba?
Todos os caminhos conduzem a Deus. A fé é a força de que necessitamos para abrir as portas que nos levam à felicidade. Baba diz:
"Chama-me pelo nome que seja mais fácil ao teu coração e Eu atenderei. Porque Eu sou todos os nomes e todas as formas são Minhas".
Muitas pessoas no mundo gostariam de levar a Sai Baba alguma preocupação, ou pedir-lhe, talvez, a cura de uma enfermidade, mas não podem, no momento, viajar à Índia. Em tal caso, podemos nos comunicar com Ele através da oração. Orando a Ele, ou à Forma e ao Nome de Deus que seja do nosso agrado, Ele escutará o nosso rogo e, de acordo com a Sua divina vontade, atuará em resposta.
Regozigemo-nos, pois temos a oportunidade ímpar de viver no mesmo século e sermos contemporâneos de um AVATAR e colhermos, pessoalmente, Dele, todas as lições e bênçãos, qual estivéssemos em pleno ano 30 da nova era, na Galiléia, às margens do Tiberíades, acompanhando JESUS em suas caminhadas e, da mesma forma, poder tocar Seus pés ou Suas vestes ou falar-Lhe e por Ele ser orientado. Incomensurável bênção é esta!
"Somente existe uma Religião: A Religião do Amor
Somente existe uma Linguagem: A Linguagem do Coração
Somente existe uma Raça: A Raça da Humanidade
Somente existe um Deus, e Ele é Onipresente"


 TEXTO EXTRAÍDO DO SITE ESOTERISMONET

Quando a Lágrima Cair

QUANDO A LÁGRIMA CAIR é uma bela mensagem!
Montei com carinho prá voces!
Annapon

View more presentations or Upload your own.

domingo, 24 de abril de 2011

Sai Baba volta prá casa

Olá amigos!Sai Baba, o grande sábio indiano, retornou hoje à pátria espiritual!Deus permita que ele seja mais uma estrela no firmamento a interceder por nós junto ao Pai.Para sempre em nossos corações esteja Sai Baba!Annapon
Índia chora a morte de guru Sai Baba, conhecido por seus poderes

Publicação: 24/04/2011 09:07 Atualização:
Puttaparthi - O guia espiritual indiano Sai Baba, um dos gurus mais conhecidos da Índia, morreu na manhã deste domingo (24/4) em um hospital de Puttaparthi, no sudeste do país, informou o centro médico.

"Sai Baba já não está entre nós fisicamente. Respirou pela última vez às 07h40 e morreu por parada cardiorrespiratória", informou em um comunicado o Instiuto Superior de Ciências Médicas de Puttaparthi, localizado no estado de Andhra Pradesh.

"Seu corpo será exposto durante dois dias, na segunda e terça-feira, para que seja reverenciado", completou a nota.

Sai Baba, 85 anos, estava hospitalizado havia mais de três semanas em estado crítico em sua cidade natal devido a problemas cardíacos, pulmonares e renais.

Depois de a notícia ser divulgada, milhares de indianos foram ao hospital para dar seu último adeus ao famoso guia espiritual.

A polícia teve de colocar barreiras para conter as massas, e pediu tranquilidade aos cidadãos depois de ter sido anunciada a morte do guru.

Devotos do guia deslocaram-se para Puttaparthi nas últimas semanas para realizar orações especiais, que pediam um milagre para que Sai Baba se recuperasse.

O guru tinha milhões de seguidores no mundo todo, que lhe atribuíam poderes sobrenaturais, como fazer objetos aparecerem ou curar doenças em fase terminal.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Salve Ogum! Além da nossa Cultura!








Cultura

23 de Abril: Dia de São Jorge, do livro e da rosa




No dia de São Jorge, uma rosa e um livro. Esta tradição, que combina o fato religioso, a rosa como símbolo do amor e o livro como símbolo da cultura, transformou o dia 23 de Abril na data mais comemorada, por todos os catalães. Como todas as tradições bem enraizadas, muitas vezes é seguida e vivida pelo povo sem que se conheça a sua origem. Por isso, fazemos aqui uma aproximação às origens desta tradição que todos os catalães, dentro e fora da Catalunha, compartilhamos e comemoramos todos os anos.



São Jorge: história e lenda


No dia de São Jorge, uma rosa e um livro. Esta tradição, que combina o fato religioso, a rosa como símbolo do amor e o livro como símbolo da cultura, transformou o dia 23 de Abril na data mais comemorada, por todos os catalães. Como todas as tradições bem enraizadas, muitas vezes é seguida e vivida pelo povo sem que se conheça a sua origem. Por isso, fazemos aqui uma aproximação às origens desta tradição que todos os catalães, dentro e fora da Catalunha, compartilhamos e comemoramos todos os anos.
Apesar da grande devoção que São Jorge despertou na Europa durante a Idade Média, como figura histórica sabe-se muito pouca coisa. Militar romano, cristão, que foi martirizado por volta do ano 303 por não abdicar das suas crenças. O nome Georgius quer dizer camponês, e talvez por isso a comemoração litúrgica foi fixada em 23 de Abril, em plena primavera no continente europeu. Isto também explicaria em parte que as tradições populares tenham feito dele o protetor das colheitas. Esta ligação com a primavera e o seu patrocínio dos namorados também o relaciona diretamente com a Feira das Rosas que desde o século XV se celebra na praça de Sant Jaume, onde está localizada a sede do Governo da Catalunha (Generalitat de Catalunya).

Em contraste com o pouco que se sabe sobre a história, a lenda de São Jorge está ampla e fortemente enraizada. Uma tradição muito estendida na Idade Média explicava que o martírio de São Jorge durou sete anos, diante de um tribunal formado por sete reis. Esta tradição, que lhe atribui uma grande tenacidade por não abdicar de sua fé durante sete anos de tortura, foi condenada até por Roma mas justifica que o jovem cavaleiro fosse invocado como patrono pelos cavaleiros e pelo Império Bizantino. Naquela época, a sua ajuda era invocada para combater os infiéis e foi escolhido como patrono pela Geórgia, pela Sérvia, pela Inglaterra, pela Grécia, por Aragão, pelos Países Catalães e também por Portugal. Surgiram também lendas e tradições sobre a sua ajuda aos exércitos cristãos.

A lenda mais popular, escrita por Jaume de Voràgine na Llegenda Àurea, é a que explica a vitória de São Jorge sobre o dragão. Num país não determinado, chamado Silene, um dragão aterrorizava os habitantes que, para acalma-lo, ofereciam-lhe periodicamente um cordeiro e uma donzela escolhida por sorteio. Mas um dia a sorteada foi à filha do rei; São Jorge venceu o dragão e libertou a donzela. Então o rei e todo o povo converteram-se à fé de Cristo. Desde o século XIII, a imagem de São Jorge sobre um cavalo branco, libertando a donzela e vencendo o dragão, é a mais difundida de todas as lendas populares.


São Jorge na Catalunha


A presença documental da devoção a São Jorge em terras catalãs remonta ao século VIII: documentos da época falam de um sacerdote de Tarragona chamado Jorge que fugiu para a Itália. Já no século X, um bispo de Vic tinha o nome de Jorge, e no século XI o abade Oliba consagrou um altar dedicado ao santo no mosteiro de Ripoll. Encontram-se exemplos do culto a São Jorge, nesta época, na consagração de capelas, altares e igrejas em diversos pontos da nossa terra. Os reis catalães mostraram a sua devoção a São Jorge: Jaime I explica na sua Crônica que viram o santo ajudando os catalães na conquista da cidade de Mallorca; Pedro o Cerimonioso fundou uma ordem de cavalaria sob a sua proteção; Afonso o Magnânimo dedicou-lhe capelas nos seus reinos da Sardenha e Nápoles. Os reis e a Generalitat de Catalunya impulsionaram a celebração da festa de São Jorge em todos os Países catalães. Em Valência, em 1343 já era uma festa popular; em 1407, Mallorca celebrava-a publicamente. Em 1436 a Generalitat da Catalunha propôs, nas Cortes reunidas em Montsó, a celebração oficial e obrigatória de São Jorge; em 1456, as Cortes reunidas na Catedral de Barcelona ditaram uma constituição que ordenava a festa, incluída no código das Constituições da Catalunha. As remodelações do Palau de la Generalitat ( sede do governo catalão) feitas durante o século XV são a prova mais clara da devoção impulsada pela Generalitat, ao colocar o medalhão do santo presidindo a fachada gótica e ao construir no interior a capela de São Jorge.



São Jorge: Dia do livro e da rosa


É muito difícil definir a data exata que marcou o início da tradição popular de oferecer rosas no dia de São Jorge. Deve ser muito antiga, já que, desde o século XV há constância da celebração da Feira das Rosas no dia de São Jorge. Esta mesma antiguidade traz a tentação de buscar uma relação entre uma tradição popular e o simbolismo do amor cortês que a rosa representa. Mais além das possíveis teorias que possam justificar a tradição, o mais importante é que se tenha mantido viva e seja um símbolo indiscutível da Catalunha. Em 1926 a Espanha instaurou o dia 23 de Abril como Dia do Livro pois esta data coincide com a morte de Cervantes, imitando a Inglaterra que já o celebrava no mesmo dia porque também coincide com a morte de Shakespeare. A celebração enraizou-se rapidamente em Barcelona e estendeu-se na Catalunha, mas o propósito oficial diluiu-se ao coincidir com o dia do Santo Padroeiro. Enquanto em outros lugares se mantinha de maneira muito escassa ou desaparecia, na Catalunha tornou-se um dos dias populares mais celebrados e ao mesmo tempo ajudou muito a potenciar a difusão e a venda do livro catalão. Assim, na Catalunha o 23 de Abril é o dia de São Jorge, da rosa e do livro: o dia do Santo Padroeiro, do amor e da cultura. É, decididamente, um dia de civismo, de cultura e de respeito entre todas as pessoas que vivem na Catalunha e, por extensão, todas as pessoas e todas as culturas do mundo.


23 de Abril: Dia mundial do livro e dos direitos de autor



A Conferência geral da UNESCO, reunida em Paris, considerando que o livro foi historicamente o instrumento mais potente de difusão dos conhecimentos, que todas as iniciativas para promover a difusão do livro são um fator de enriquecimento cultural, que uma das formas mais eficazes de promoção do livro é organizar todos os anos "O dia do livro", e constatando que esta fórmula ainda não fora adotada a nível internacional, em 15 de Novembro de 1995 proclamou o dia 23 de Abril "Dia mundial do livro e dos direitos de autor".


Texto elaborado por Pep Camps, da Unidade de Comunidades Catalãs do Exterior, da Generalitat de Catalunya. Março de 2003.


Fonte: dados históricos extraídos do postal de boas festas de 1978 editado pela Fundação Jaime I.





quinta-feira, 14 de abril de 2011

Entrevista com Robert Happe

Olá amigos!
Essa é uma das mais belas expressões de compreensão da vida que já assisti!
Não percam, é importante!
Annapon


O Amor me trouxe de Volta - Post sobre o livro de Carol Bowman -

CAROL BOWMAN CAROL BOWMAN

CAROL BOWMAN

Avaliação geral dos clientes: 0% positiva 0% positiva 0% positiva 0% positiva 0% positiva
Carol Bowman era uma típica dona-de-casa americana e levava uma vida comum, cuidando de seus dois filhos, até algo muito estranho acontecer. Durante a comemoração do feriado de 4 de Julho, nos Estados Unidos, seu filho caçula, Chase, que sofria de fobia a barulhos muito altos, ficou em pânico com as explosões da queima dos fogos de artifício. Como se estivesse em transe, o menino judeu começou a narrar sua morte violenta durante a guerra civil americana, onde dizia ter sido um soldado negro. Chase contou todo o desespero da guerra com uma riqueza de detalhes de que só um historiador seria capaz. Após esse acontecimento, a fobia do menino desapareceu magicamente. A partir deste dia, a vida de Carol mudou radicalmente. Procurando compreender o fenômeno que seu filho relatara, ela começou a pesquisar incessantemente sobre experiências semelhantes, mas não encontrou nada que a satisfizesse. Então, passou a procurar pessoas que tivessem vivido alguma experiência similar. Carol foi contar sua história no popular programa de auditório americano comandado pela apresentadora Oprah Winfrey. E foi ali que percebeu que deveria escrever um livro sobre vidas passadas. Lançado originalmente nos Estados Unidos, o livro Crianças e Suas Vidas Passadas, editado no Brasil pela Sextante, foi publicado também na Inglaterra, Austrália, Holanda, Alemanha e China.
Sobre o livro da mesma autora: "O Amor me trouxe de Volta".

Um livro para ser lido e meditado, porque a vida continua, os espíritos são eternos, em viagens evolutivas. Ao tomar conhecimento das histórias narradas pela autora, descobre-se que esses fenômenos são freqüentes e que passar por eles pode ser uma experiência transformadora, como ser capazes de perdoar erros do passado, compreender melhor o presente e avançar com a alma renovada. Cada pessoa tem um destino a percorrer, mas essa jornada de conhecimento é compartilhada. O Espírito pode fazer opção de voltar, aprender e evoluir, junto àqueles a quem já amou. Embora personagens, papéis e situações sejam diferentes, esses laços de amor e familiaridade são uma parte inerente a todos. Carol Bowman, autora de Crianças e suas vidas passadas, em “O Amor me Trouxe de Volta”, apresenta histórias fascinantes sobre um dos maiores milagres da vida: a possibilidade de os espíritos retornarem ao seio de entes queridos, pelos laços reencarnatórios. Depois de pesquisar e ouvir centenas de relatos sobre reencarnação, a escritora começou a perceber que o retorno familiar era mais comum do que jamais imaginara. Ela se deparou com diversas situações como avôs que voltaram como bisnetos, irmãos como primos e avós como filhas. Os casos mais incríveis, porém, foram os de crianças que morreram muito pequenas e que voltaram, poucos anos depois, para a mesma mãe. . Este livro narra histórias de crianças que tinham lembranças espontâneas de vidas passadas como pessoas da própria família. Carol Apresenta de maneira sábia um tema tão delicado quanto fascinante. Ela ensina as pessoas a lidar com essa realidade e a usar os ensinamentos apresentados por ela para seu crescimento espiritual. É uma obra para todos que buscam conhecer os mistérios da morte. E também para quem deseja aprender um pouco mais sobre amor, perdão, tolerância e reconciliação. E a importante lição: a morte não é o fim da vida e os relacionamentos continuam a existir através da reencarnação
Publicado em: 10 agosto2007   




segunda-feira, 11 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Moisés Esagüi - Apresentação do sensitivo dos vídeos postados abaixo -

Moisés Esagüi

Avalie este comunicador:



Apresentador do programa: Consciência e Evolução

Autor dos livros Projeção da Consciência - Uma Ferramenta Evolutiva, O que eu contaria se fosse Francisco de Assis e Momentos Psicanalíticos. Apresentador do programa Consciência e Evolução, na rádio Mundial, na NET e TVA em SP Capital, Campinas, Santos, Indaiatuba e na TV Universitária em Uberaba–MG. Coordena e orienta Grupos de Estudos em São Paulo, Jundiaí e Uberaba, realizando também Palestras Especiais mensais nesses mesmos lugares.

Preocupado com a continuidade do seu trabalho, tem até o momento gravados 82 CDs, em que aborda temas sobre o comportamento humano e a espiritualidade, sempre com a intenção voltada para a pesquisa e o esclarecimento.

Ministra cursos e palestras na sede do CEC – Centro de Estudos da Consciência, em São Paulo e em diversas cidades do interior e em outros estados, levando informações e experiências sobre projeção astral, reencarnação, chacras, bioenergias, amparadores espirituais, relacionamentos, entre outros, a um grande número de pessoas. 

Moisés Esagüi também é psicanalista e com o trabalho que desenvolve nesta área tem contribuído significativamente para a melhoria da saúde psíquica, emocional e comportamental das pessoas que são atendidas em terapia ou que freqüentam seus cursos, palestras e vivências. 

Aos sete anos de idade teve sua primeira experiência de projeção astral totalmente lúcida, em que saiu do corpo e pôde flutuar pela casa, olhar pessoas que estavam nas proximidades e conversar com uma colega vizinha que também se encontrava projetada. Essa experiência, que passou a ocorrer todos os dias, marcou definitivamente sua vida e o fez ter certeza do caminho que deveria seguir. 

Ao longo de sua vida, com o trabalho contínuo de projeção astral, teve inúmeras experiências de pré-cognições e retro-cognições. Desenvolveu também sua clarividência, podendo ver e conversar com espíritos. 
Por meio de suas pesquisas e estudos incansáveis, analisou e mapeou todo o processamento dos chacras, sua importância e influência nos processos energéticos, emocionais e comportamentais; conhecimento este que ainda não está disponível em nenhum livro, pois é resultado de estudos e registros de experiências pessoais ao longo de vários anos, mas que em breve estará à disposição das pessoas que se interessem por esse assunto. 

Em 1998, como já vinha se dedicando exclusivamente à espiritualidade, fundou o CEC - Centro de Estudos da Consciência, associação sem fins lucrativos que tem a finalidade de promover o desenvolvimento evolutivo individual. Ele ainda coordena e supervisiona um grupo de Atendimento de Imposição de Mãos, que vem realizando um trabalho altamente eficaz no tratamento de doenças como leucemia, cegueira, infecções, cistos etc., despertando, inclusive, o interesse da área médica, que solicita essa assistência energética para seus pacientes. 

O grupo de Atendimento de Imposição de Mãos é formado por associados, que possuem formação profissional em diferentes especialidades, como médicos, psicólogos, psicanalistas, físicos, engenheiros, advogados, economistas etc. Atualmente, Moisés Esagüi está trabalhando na finalização de seu quarto livro.


Telefone: (11) 5904 2116
E-mail: cec@centrodeestudos.org
Site: www.centrodeestudos.org



Artigos escritos:
em Espiritualidade:
09/02/2010 - A importância do comportamento assertivo

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Como dominar as próprias energias - parte I

O que é Projeção Astral- parte 1

Relato de Projeção Astral - Encolhendo e encontrando inseto

Materializações



A magnífica materialização de Emmanuel (Materialização através de Chico Xavier). Ilustração feita pelo artistaJoaquim Alves ( Jô ), da Federação Espírita do Estado de São Paulo-FEESP, que presenciou o fenômeno.Contudo, em sua última materialização disse aos presentes: "— Amigos, a materialização é fenômeno que pode deslumbrar alguns companheiros e até beneficiá-los com a cura física. Todavia, o livro (Os livros, a maior prioridade) é a chuva que fertiliza lavouras imensas, alcançando milhões de almas. Rogo aos amigos a suspensão, a partir desse momento, dessas reuniões". "E a partir daquele dia, Chico —a disciplina em pessoa— nunca mais as realizou, servindo-se de sua faculdade mediúnica de efeitos físicos. O livro, no entanto, como chuva abençoada, continua fertilizando a lavoura do coração humano, trazendo paz, reconforto e esclarecimento a milhões de criaturas"... 

Materialização de Meimei Ilustrada por Joaquim Alves - Federação Espírita do Estado de São Paulo
Uma noite sentimos um delicioso perfume. Intimamente, achei que era o mesmo que Meimei costumava usar. Surpreendi-me quando subitamente percebi que o corredor ia se iluminando aos poucos, como se alguém caminhasse por ele portando uma lanterna. Subitamente a luminosidade extinguiu-se. Momentos depois a sala iluminou-se novamente. No centro dela havia como que uma estátua luminescente. Um véu cobria-lhe o rosto. Ergueu ambos os braços, e elegantemente, etereamente, o retirou, passando as mãos pela cabeça, fazendo cair uma linda cascata de cabelos pretos até a cintura. Era Meimei. Olhou-me, cumprimentou-me e dirigiu-se até onde eu estava sentado. Sua roupagem era de um tecido leve e transparente. Estava linda e donairosa. Levantei-me para abraça-la e senti bater o seu coração espiritual. Beijamo-nos fraternalmente e ela acariciou meu rosto e brincou com minhas orelhas, como não podia deixar de ser. Ao elogiar sua beleza, a fragrância que emanava, a elegância dos trajes e sua tênue feminilidade, disse-me:
“Ora, Meu Meimei, aqui também nos preocupamos com nossa apresentação pessoal. A ajuda aos nossos semelhantes, o trabalho fraterno faze-nos mais belos, e afinal de contas, eu sou sua mulher. Preparei-me para você, seu moço. Não iria gostar de uma Meimei feia!"
Texto de Arnaldo Rocha (viuvo de Meimei),Trecho do livro "Chico Xavier - Mandato de Amor"União Espírita Mineira Belo Horizonte, 1992

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Jesus Sorrindo

JESUS SORRINDO! O artista deste quadro mora na Florida, ele pinta quadros enormes (do tamanho de uma porta) em 30-45 minutos.
O artista prefere permanecer anonimo e diz que quer que as obras falem por si mesmas. Observe com cuidado e veja que as obras foram assinadas ‘Jesus Painter’ (Jesus Pintor)…

Cristo rindo! Um conceito que eu nunca vi antes.
Lindas obras feitas a lapis…


Post publicado pelo blog Ne Quid Nimis e postado aqui com carinho!
Annapon

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo do blog

Pesquisar este blog

Seguidores