Olá

Bem vindo ao Coisas da Alma!

Despretensiosamente levando um pouco de espiritualidade ao mundo!

Conheça o http://aalmadascoisas-annapon.blogspot.com/, blog parceiro do Coisas da Alma.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mediunidade - Definição

Curitiba, 22 de junho de 2010


MEDIUNIDADE

“Os médiuns são as pessoas aptas a receberem a influencia dos Espíritos e transmitirem os seus pensamentos.

Toda a pessoa que sente num grau qualquer, a influencia dos Espíritos é, por isso mesmo, médium. Essa faculdade é inerente ao homem e, por conseguinte, não é, de nenhum modo, um privilégio exclusivo: também há poucos nos quais não se lhe encontra algum rudimento. Pode-se, pois, dizer que todo o mundo, com pequena diferença, é médium; todavia, no uso, essa qualificação não se aplica senão naqueles nos quais a faculdade mediúnica se manifesta por efeitos ostensivos de uma certa intensidade.”

Trecho Extraído do Livro Obras Póstumas de Allan Kardec Parag.6 – 33 –

Tomando por base os esclarecimentos do codificador do Espiritismo, concluímos que mediunidade é faculdade natural do ser humano. Nada tem de extraordinário ou sobrenatural,
Apresenta-se em qualquer idade e em qualquer pessoa, independentemente de sua condição social, raça, crença, pois que é tão natural quanto os demais sentidos dos quais somos providos.
Mediunidade é também uma maneira de o espírito encarnado evoluir através da ação conjunta, no bem, entre espíritos encarnados e desencarnados daí dizer-se que a Umbanda é a manifestação do espírito para a caridade.
Esse intercambio, médium/espírito, se dá através dos fluidos que se combinam entre eles e, uma vez havendo compatibilidade entre os fluidos, há a manifestação mediúnica.
Existem vários tipos de mediunidade e variações entre os tipos. Uns são médiuns curadores, outros escreventes, outros ouvintes, outros inspirados, etc.
A intuição, tão comum entre os seres, é também um tipo de mediunidade que se manifesta de maneira espontânea.
O mediunato já é um pouco diferente, refere-se ao compromisso com a mediunidade assumido pelo espírito antes mesmo de encarnar em caráter de missão. Objetiva não apenas seu aprimoramento como o de várias pessoas que se beneficiarão de seu mandato mediúnico e como exemplo desse tipo de mediunidade podemos citar Chico Xavier que foi médium missionário.
È importante encararmos a mediunidade como faculdade natural para que todos possam cada vez mais se beneficiar dessa abençoada ferramenta que Deus nos concedeu e que nos coloca em interação com o mundo para o qual um dia iremos.
O objetivo maior da mediunidade é a evolução, o progresso e a união dos espíritos em torno do bem, sejam eles quem forem e como estiverem.

Annapon

2 comentários:

  1. Oi cigana querida!
    que bom voce ter gostado!
    Um abraço carinhoso,
    Anna

    ResponderExcluir

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

Seguidores